Professora que morreu de Covid-19 assinou termo recusando imunização, afirma Sepe Campos

0
540

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação em Campos dos Goytacazes (Sepe Campos) afirmou nesta quarta-feira (8) que a professora Joana, de 42 anos, servidora da Escola Estadual Silvio Bastos Tavares, morreu na segunda-feira (6), em decorrência da Covid-19.

De acordo a coordenadora do Sepe, Odisseia Carvalho, a professora não quis se vacinar contra a doença. Ela assinou um termo de responsabilidade ao recusar a imunização. A professora estava trabalhando presencialmente.

“O Sepe teve uma batalha muito grande, não só no país, no estado e no município de Campos pela vacinação dos profissionais da educação. Por isso, é impossível acreditar que os profissionais da educação, tendo a oportunidade de se vacinar, não estejam se vacinando. Nós tivemos um caso de uma professora no município de Campos que não se vacinou, mesmo tendo a oportunidade, e, infelizmente, veio a falecer”, afirmou a presidente do Sepe em Campos, Odisséia Carvalho.

A secretaria de Estado de Educação informou, por meio de nota, que atualmente não existe legislação que impeça os servidores estaduais de trabalharem presencialmente, na hipótese de não comprovarem a efetivação da vacina Covid-19.

FAZER UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui