Rio das Ostras promove Agosto Lilás no combate à violência contra a mulher

Município divulga e disponibiliza canais de contato para pedir ajuda

0
143
O Ceam é a unidade que recebe as mulheres que convivem com a violência doméstica. Foto Gabriela Sales

“Agosto Lilás” é uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, e tem o objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher.

Em Rio das Ostras, a campanha será organizada pelo Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), por meio da divulgação maciça dos contatos que podem ser acionados em caso de violência.

“A pandemia do novo coronavírus, trouxe um quadro diferente para nós, as pessoas passaram a ficar mais tempo dentro de casa e as mulheres passaram a ficar 24 horas em casa, muitas vezes, com seus agressores”, afirma Rosinete Costa, diretora do Ceam.

O Ceam fica localizado no início da Avenida Governador Roberto Silveira e oferece informação e orientação através de equipe Multidisciplinar. Atende pelo telefone e mensagens por aplicativo com o número (22) 2771-3125, de segunda a sexta, das 8h às 17h.

“Estava perdida e sem saber o que fazer e o Ceam me orientou e me ajudou muito. Me direcionaram para Unidade de Pronto Atendimento e para a delegacia. E mesmo longe continuam me ajudando, agradeço a todas do fundo do coração”, contou uma mulher que não quis se identificar.

CANAIS E NÚMEROS – O Ceam informa ainda a toda população que durante o Agosto Lilás a mulher pode pedir ajuda através dos números:

– Patrulha Maria da Penha, ligada à Guarda Civil Municipal, atende pelo telefone e mensagens por aplicativo com o número (22) 2771-5000, 24 horas por dia.

– O Governo do Estado também oferece apoio com a Patrulha Maria da Penha Estadual (Guardiões da Vida) por meio do contato (22) 99236-6900. A 3ª Companhia da Polícia Militar atende os chamados pelo 190.

– A 128ª DP através do NUAM – (Núcleo de Atendimento à Mulher) – de 2ª à 5ª – 9h às 18h. Sendo este o local para efetuar o Registro de Ocorrência.

– O Ligue 180 também é um serviço de utilidade pública essencial para o enfrentamento à violência contra a mulher. Além de receber denúncias de violações contra elas, a central encaminha o conteúdo dos relatos aos órgãos competentes e monitora o andamento dos processos.

O serviço também tem a atribuição de orientar mulheres em situação de violência, direcionando-as para os serviços especializados da rede de atendimento. No Ligue 180, ainda é possível se informar sobre os direitos da mulher, a legislação vigente sobre o tema e a rede de atendimento e acolhimento de mulheres em situação de vulnerabilidade.

Além do número de telefone 180, é possível realizar denúncias de violência contra a mulher pelo aplicativo Direitos Humanos Brasil e na página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), responsável pelo serviço. No site está disponível o atendimento por chat e com acessibilidade para a Língua Brasileira de Sinais (Libras).

FAZER UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui