Operação do MPRJ mira vereador de Búzios apontado como líder de organização que falsificava alvarás

0
217

O vereador de Búzios, na Região dos Lagos do Rio, Lorram Gomes da Silveira (PRTB) é considerado foragido da Justiça depois de uma operação realizada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro na manhã desta quarta-feira (28) contra a falsificação de alvarás.

De acordo com o MPRJ, Lorram era o alvo principal da operação Plastografos II, mas não foi localizado. Segundo as investigações, o vereador teria promovido, constituído, financiado e integrado uma organização criminosa dedicada à prática dos delitos de corrupção passiva, uso de documento falso e estelionato.

A operação foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ).

Lorram também foi vereador de Búzios entre 2009 e 2016. Exerceu ainda o cargo em comissão de chefe de gabinete do então prefeito André Granado entre novembro de 2018 e maio de 2019, período em que foram praticados os delitos. Lorram já foi preso, em outubro de 2019, na operação Plastografos I.

O novo mandado de prisão foi deferido pelo Juízo da 1° Vara da Comarca de Armação dos Búzios. Somadas, as penas previstas ultrapassam dez anos de reclusão. O MPRJ informou que requereu ainda o bloqueio de bens do vereador no valor de aproximadamente R$ 9 milhões.

FAZER UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui